• Wiliam e o Mundo

1ª Feira “Estudar na Espanha” para Brasil e países de língua portuguesa da África

A feira acontece nos dias 27 e 28 de outubro e será realizada de forma online para facilitar o acesso a todos os alunos do Brasil e dos países lusófonos da África, interessados em estudar na Espanha.

Via: Embaixada da Espanha no Brasil


O Serviço Espanhol para a Internacionalização da Educação (SEPIE), vinculado ao Ministério das Universidades, em colaboração com o Escritório de Educação da Embaixada da Espanha no Brasil, o Instituto Cervantes, o Instituto de Turismo da Espanha (Turespaña) e ICEX (Espanha, Exportação e Investimentos), organizam a primeira edição da feira "Estudar na Espanha" no Brasil e nos países lusófonos da África, que acontece durante os dias 27 e 28 de outubro, das 13h às 18h do Brasil.


O objetivo das feiras “Estudar na Espanha” é a divulgação do potencial da Espanha e sua rede de instituições de ensino superior como destino preferencial e de qualidade para alunos de diversos países.

Com quase 8,5 milhões de alunos no ensino superior, o Brasil é um dos países americanos com o maior nível de pesquisa e crescimento no número de matrículas universitárias. Os focos de interesse dos estudantes brasileiros que escolhem a Espanha são os programas de doutorado ou mestrado "sanduíche" (duplo mestrado, com parte dos estudos em um país e a sua conclusão em outro), especialmente os que conferem dupla graduação. Em 2020, a Espanha recebeu mais de 4.440 alunos, de acordo com as estatísticas de internacionalização da educação universitária do Ministério das Universidades.



18 universidades públicas e privadas espanholas apresentarão ampla oferta acadêmica por meio de seus estandes virtuais. Mais de 4.400 brasileiros já cursam ensino superior na Espanha.

Além disso, hoje o espanhol é estudado e ensinado em todo o Brasil. Estima-se que o número de brasileiros que estudam espanhol ultrapasse 6 milhões. Nesse mesmo sentido, entre os motivos que levam estudantes do Brasil a virem para Espanha para receber formação inclui: a alta qualidade da educação e formação espanhola, a ampla oferta educacional, diversidade cultural, qualidade de vida no país, além da facilidade de realizar os procedimentos e formalidades pertinentes.

Portanto, a Espanha e seu sistema universitário constituem um excelente destino educacional internacional de qualidade para estudos de graduação e pós-graduação. Na verdade, as universidades espanholas, também têm uma ampla oferta de programas ministrados em inglês, estão abertas ao talento, à inovação e à inclusão e são um bom exemplo no ranking internacional, classificando-se no topo dos rankings internacionais relativos às especialidades. Especificamente, 12 universidades espanholas estão entre as 500 melhores do mundo, de acordo com o Ranking Acadêmico de Universidades do Mundo 2019 (ARWU), popularmente conhecido como o ranking de Xangai.

Uma edição online

Dada a impossibilidade de organização de grandes eventos e as dificuldades de locomoção, devido às restrições derivadas da COVID 19, esta feira "Estudar na Espanha" será celebrada de forma virtual com um formato que visa aumentar o número de inscritos e visitantes.

Nesta ocasião, estarão presentes 18 universidades de toda a Espanha, de natureza pública e privada, que por meio de seus estandes virtuais, apresentarão uma ampla oferta acadêmica de diplomas de graduação, mestrado, especialização, MBA e doutorado. Além do mais, os alunos que visitarem esta feira terão uma oportunidade única de obter informações em primeira mão sobre as universidades participantes, bem como programar encontros privados com as diferentes instituições presentes, e tudo isto através de um plataforma virtual que recria com perfeição a experiência do visitante em uma feira presencial.

Os interessados em participar podem se cadastrar gratuitamente no site http://feiraestudaremespanha.com/, onde encontrarão todas as informações das universidades participantes, bem como sua ampla oferta acadêmica.

2 visualizações0 comentário