• Wiliam e o Mundo

'Dia dos Mártires da Caxemira' é celebrado neste 13 de julho



*Por Embaixada do Paquistão


Em 13 de julho de 2022, a Caxemira em todo o mundo observará o Dia dos Mártires da Caxemira. O dia está sendo observado para homenagear 22 jovens da Caxemira que foram martirizados pelas forças Dogra perto das instalações da Cadeia Central de Srinagar no mesmo dia em 1931. Esses vinte e dois mártires da Caxemira faziam parte de milhares de pessoas reunidas fora da Cadeia Central, Srinagar, em 13 de julho de 1931, durante o processo judicial contra Abdul Qadeer, que havia pedido ao povo que desafiasse a regra Dogra. Na época de Namaz-e-Zuhr, um jovem começou Azaan e foi morto a tiros pelos soldados Dogra. Outro tomou seu lugar e ele também foi martirizado pelas tropas. Vinte e dois jovens perderam a vida até que o Azaan fosse concluído.


A pedido da Conferência Hurriyat de Todas as Partes (APHC – principal partido político da Caxemira), os caxemires observarão a Semana dos Mártires para também comemorar o recente sacrifício de Burhan Wani, que deu sua vida em 8 de julho de 2016, enquanto lutava pelo direito de auto-afirmação determinação conforme Resoluções da ONU, contra as Forças de Ocupação Indianas.


A APHC pediu o fechamento completo em Jammu e Caxemira (IIOJK) na Índia, ilegalmente ocupados, e a organização de comícios de protesto, seminários e conferências em Azad Caxemira, Paquistão e em todo o mundo para homenagear os mártires da luta na Caxemira.


A Comunidade Global da Caxemira observará o dia solene para reafirmar sua determinação de continuar sua luta pela autodeterminação e prestar homenagem a mais de 100.000 homens, mulheres e crianças inocentes que sacrificaram e continuam a sacrificar suas vidas pela liberdade de sua amada terra desde 1989.


Nesta ocasião, a comunidade da Caxemira insta o Secretário-Geral da OIC e o Chefe da ONU a forçar Nova Délhi a parar com o terrorismo patrocinado pelo Estado em Jammu e Caxemira ocupados ilegalmente pela Índia e resolver a disputa persistente da Caxemira de acordo com as resoluções da ONU e os sacrifícios sem precedentes prestados. pelo povo da Caxemira pela liberdade não seria desperdiçado.


On 13 July 2022, Kashmiri’s all over the world shall be observing Kashmir Martyrs’ Day. The day is being observed to pay tribute to 22 Kashmiris youth who were martyred by Dogra forces near the premises of Central Jail Srinagar on the same day in 1931. These twenty-two Kashmiri martyrs were part of thousands of people assembled outside Central Jail, Srinagar, on 13 July, in 1931 during the court proceedings against Abdul Qadeer, who had asked the people to defy the Dogra rule. At the time of Namaz-e-Zuhr, a young man started Azaan and was shot dead by the Dogra soldiers. Another took his place and he too was martyred by the troops. 22 youth lost their lives till the Azaan was completed.


On the call of All Parties Hurriyat Conference (APHC–leading political party of Kashmir),the Kashmiris shall observe Martyrs Week to also commemorate the recent sacrifice of Burhan Wani who laid his life on 8th July 2016, while fighting for the right of self-determination as per UN Resolutions, against the Indian Occupation Forces.


APHC has called for complete shutdown in Indian Illegally occupied Jammu and Kashmir (IIOJK) and organization of the protest rallies, seminars and conferences in Azad Kashmir, Pakistan and world over to pay tribute to the martyrs of Kashmir struggle.


Global Kashmiri Community will observe the solemn day to reaffirm their resolve to continue their struggle for self-determination, and to pay homage to over 100,000 innocent men, women and children who have and continue to sacrifice their lives for freedom of their beloved land since 1989.


At this occasion the Kashmiris community urge the OIC Secretary General and the UN Chief to force New Delhi to stop its state sponsored terrorism in the Indian illegally occupied Jammu and Kashmir and resolve the lingering Kashmir dispute in accordance with the UN resolutions and the unprecedented sacrifices rendered by the people of Kashmir for freedom would not be allowed to go waste.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo