top of page
  • Wiliam e o Mundo

Encontro do Presidente de Timor-Leste com o Presidente de Sehan University



Por Gregório de Sousa, Embaixador de Timor-Leste na Coreia do Sul


O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, em visita privada a Coreia do Sul, recebeu numa das salas do Lotte Seoul Hotel, uma delegação da Universidade de Sehan, chefiada pelo seu Presidente Dr. Sung-Hoon Yi.


No encontro o Presidente da Universidade de Sehan explicou ao Presidente José Ramos-Horta e Laureado Nobel de Paz que a instituição irá apresentar uma proposta ao Governo timorense para acolher 500 estudantes timorenses por ano, a iniciar em 2024, no âmbito de um programa que inclui formação, estágio profissional e emprego. Segundo o Presidente da Sehan Universidade, a concretizar-se, este número poderá aumentar no ano seguinte para mil por ano.


“O grande desenvolvimento econômico da Coreia do Sul deve-se à nossa maior riqueza, os recursos humanos. Por isso investimos tanto na educação. E queremos ajudar Timor-Leste nesta área”, disse o Presidente de Sehan University. “Durante a formação, os alunos terão acesso a empregos a tempo parcial. Durante os primeiros dois anos, o grande foco será na aprendizagem da língua e depois na formação mais intensiva na área escolhida”, notou o responsável da universidade.


“O programa prevê estágios profissionais e depois colocação em empresas coreanas, com um sistema de vistos acelerado que pode até permitir que tragam as suas famílias para viver na Coreia do Sul”, notou. O Presidente José Ramos-Horta ficou receptivo a este programa e que considera que “o ambiente e atmosfera estão criados para darmos seguimento. Farei seguimento com o novo Governo, com o novo Ministro para ver como podemos avançar com este programa”.


O Presidente timorense sempre considerou a Coreia do Sul um parceiro estratégico de Timor-Leste, e que esta proposta de Sehan University, podendo o novo Governo timorense, contribuir para sua implementação através do Fundo de Desenvolvimento de Capital Humano, destinado a formação e capacitação dos quadros timorenses.


A vinda dos estudantes timorenses a Coreia do Sul, segundo o Presidente Ramos-Horta, “é dar oportunidade aos jovens timorenses para adquirirem um diploma internacional em várias áreas com benefícios para o futuro de Timor-Leste”. A proposta hoje apresentada ao chefe de Estado timorense, que se comprometeu a transmitir ao novo Governo de Timor-Leste, passa pela seleção de estudantes em Timor-Leste para que possam estudar em qualquer das faculdades de Sehan.


O Presidente de Sehan University, Dr Sung-Hoon Yi informou ao Presidente Ramos-Horta que uma delegação da sua instituição irá deslocar-se a Timor-Leste, em julho, para efetuar conversações com o Governo de Timor-Leste.


O Presidente de Sehan University informou ao Presidente timorense que esta iniciativa é totalmente aprovada pelo Governo da província de Jeollanam-do, onde está localizada a Universidade na cidade de Mokpo, e tem um acordo especial com o Ministério da Justiça que criou uma categoria de visto especial.

Acompanharam o Presidente José Ramos-Horta no encontro, a Ministra os Negócios Estrangeiros, Adaljiza Magno, o Embaixador de Timor-Leste, em Seul, Gregório de Sousa, e pelo Diretor-Geral dos Assuntos Bilaterais do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Crisógno Araújo.

Comentarios


bottom of page