• Wiliam e o Mundo

Estudante de Brasília passa no programa de bolsas da Embaixada da Coreia para estudar no país


Rute Ester, estudante que ganhou a bolsa GKS para estudar na Coreia do Sul

A estudante de Relações Internacionais, Rute Ester, contou ao nosso site sobre sua trajetória e a oportunidade de cursar um mestrado na Coreia do Sul através do programa de bolsas da embaixada coreana. Leia abaixo:


Por Rute Ester


Meu nome é Rute Ester, tenho 21 anos e sou recém graduada em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Brasília.

Eu sempre quis ter a oportunidade de estudar e morar fora, esse foi um dos motivos pelo qual escolhi o curso de Relações Internacionais. Eu fiz o meu primeiro intercâmbio graças a uma bolsa do governo Americano, e apesar de ter sido por apenas 1 mês e meio, me deu mais certeza ainda de que queria fazer meu Mestrado fora do Brasil.

Quando eu vi a oportunidade de me inscrever para a bolsa GKS, da Embaixada Coreana, eu não hesitei. Sempre gostei muito da Coreia do Sul e da cultura coreana, era a oportunidade perfeita. Lembro que pensei que não fosse passar, pois era minha primeira vez aplicando e por ser muito concorrida pensei que seria necessário tentar novamente ano que vem. Mas graças a Deus, eu passei de primeira e deu tudo certo!

Foi um processo extenso, são 3 etapas. Eu me candidatei através do Embassy Track, junto a embaixada. Eram somente 6 vagas para todo o Brasil e o prazo de envio dos documentos era pequeno, então tive que correr para providenciar tudo a tempo. Como são muitos documentos e cópias, é preciso redobrar a atenção nesse período, pois com a documentação errada não é possível avançar para a próxima etapa.

Eu aprendi inglês sozinha, pois na época meus pais não tinham condições de me colocar em um curso de línguas, e hoje sou fluente em inglês. Lembro que por não ter certificação da minha proficiência, tive medo de não passar na bolsa, mas felizmente eles analisaram minha fluência com base na entrevista e não em certificações.


Meus pais são autônomos e sem a bolsa GKS, esse sonho de estudar na Coreia não se realizaria, espero que mais jovens como eu alcancem essas oportunidades e não sejam limitados por suas condições financeiras.

Estou indo estudar por 3 anos na Coreia, 1 ano aprendendo coreano na Chonnam University e depois vou fazer meu Mestrado em International Studies na Hankuk University of Foreigner Studies


Lembrando que as inscrições para a pós graduação abrem sempre em Fevereiro e o edital é publicado na página da Embaixada Coreana.



6 visualizações0 comentário