• Wiliam e o Mundo

Família Lima: Paixão, profissão automóvel


Flávia Lima com o pai, Seu Erildo Lima

Homenageamos, hoje, o Sr. Erildo Lima, um grande empresário de sucesso que nos deixou recentemente. Era uma pessoa de muita garra e perseverança. Nos anos de 1960 se destacou na importação de carros americanos no Rio de Janeiro. Após 35 anos de atuação e pioneirismo na importação de carros Premium europeus, os representantes da marca Honda o convidaram a abrir a primeira concessionária em Brasília, em 1992. Com isso, a família Lima se estabeleceu e já são aproximadamente 65 anos atuando na venda de automóveis. A segunda geração dos Lima segue dando continuidade ao legado do seu patriarca.


Pai amoroso e carinhoso, gostava de caminhar pelas calçadas do bairro sempre acompanhado pelas cuidadoras e pela filha Flávia. Com seu traje habitual, testeira branca e calça preta, sempre carregava consigo um símbolo do Flamengo na roupa, seu clube do coração.

Guilherme de Oliveira Lima, Roberto de Oliveira Lima, Nadir Farnezi de Oliveira Lima (mãe), Flávia Lima Guimarães, Erildo Lima (pai) e Ricardo de Oliveira Lima
Reprodução da mesma foto 30 anos depois: Guilherme de Oliveira Lima, Roberto de Oliveira Lima, Flávia Lima Guimarães, Erildo Lima e Ricardo de Oliveira Lima

Seu Erildo Lima, ou "Seu Lima" como era carinhosamente conhecido, adorava ouvir histórias e música. Mesmo não cantando acompanhava as melodias de forma peculiar. Quando gostava de algum som sempre dava um jeito de demonstrar com um sorriso, um afago, uma repetição melódica ou mesmo um balbuciar na tonalidade da canção.


Na hora do chá, biscoitos e umas vitaminas o acompanhavam e ele sempre dava um jeito de despistar a todos guardando as vitaminas, pílulas no canto da boca e mesmo os mais atentos sempre eram ludibriados pelo astuto Lima que mastigava com gosto as bolachas. O seu organismo era como um relógio Britânico para a comida. Quando chegava próximo das 18:30 dentro de sua alma havia um mecanismo próprio que dizia que era hora de ser ainda mais feliz e comer comidinha caseira. Era uma festa!

Seu Erildo Lima e esposa, Nadir Farnezi de Oliveira Lima

Seu Lima era uma pessoa de valores nobres, transmitia ensinamentos valiosos e tinha um grande coração. Ele marcou a vida de muita gente e com certeza irá fazer falta por aqui. Seu Erildo, um grande beijo, obrigada por ter feito a vida na terra mais feliz, harmoniosa e doce com a sua presença. Saudades eternas.


Com carinho,


Wiliam e o Mundo



Fotos: acervo pessoal


330 visualizações4 comentários